Quando você ensina, transmite. Quando você educa, disciplina. Mas quando evangeliza, salva.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Recadinhos aos pais

 PUBERDADE E ADOLESCÊNCIA


Superadas as etapas iniciais(infância) de sua nova reencarnação, deve ainda o Espírito experimentar um período final de amadurecimento biológico, em que seu corpo passará por transformações mais ou menos profundas devido às influências de hormônios que estão sendo postos na corrente sanguínea.
Entretanto, a puberdade ainda não é a fase final da readaptação do Espírito à sua nova jornada pela Terra, nem é a mais importante. A adolescência é um período que costuma ser ainda mais confuso para os jovens, pois eles sabem que não são mais crianças e percebem que ainda não são adultos.
O adolescente tem de vivenciar as mudanças no seu corpo,  especialmente no que diz respeito à função sexual; tem de vivenciar uma brutal mudança na maneira de encarar a vida, que agora precisará ser levada a sério; tem de se afastar mais ainda de sua família; tem de ensaiar os primeiros passos no caminho do amor. E tem de fazer tudo isso com ar de naturalidade, pois é assim que se espera que ele passe por essa fase”.
Convenhamos que seja um período difícil, mas muito rico se o jovem souber aproveitá-lo para conhecer-se melhor. Sim, pois é nessa época que o Espírito reassume sua verdadeira condição, apresentando a partir daí todos os seus defeitos e virtudes. Como lemos em O Livro dos Espíritos, questão 385, onde Kardec perguntou de onde provinham “a mudança que se opera no caráter, a certa idade, e particularmente ao sair da adolescência” os Espíritos  responderam o seguinte: “É o Espírito que retorna sua natureza e se mostra como ele era”. E prosseguem por aí numa resposta muito longa de acordo com a importância da questão.
Se as mudanças orgânicas assustam por serem muitos rápidas, as alterações emocionais podem atormentar o jovem ainda mais por serem de natureza íntima e imensamente instáveis. Essas emoções se confundem dentro do jovem alterando seu comportamento, tornando-o irritadiço e impulsivo.Começa a ter dificuldades de relacionamento, principalmente com os pais Na verdade isso é um amadurecimento que se apresenta na busca de auto-afirmação.
Você deve procurar identificar o que está de fato acontecendo. Uma coisa é querer ser independente, outra bem diferente é ser do contra, fazendo oposições sistemáticas a tudo e a todos.
Entretanto, não se assuste. Todos nós sobrevivemos há séculos a esse tumultuado período de cada reencarnação, tanto mais facilmente quanto maior o apoio e amizade que tivermos dos pais, parente e amigos.


Fonte Adoslescente, Mas de passagem - Paulo R. Santos
O Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Drogas - opção de perdedor -Flávio Gikovate

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...