Quando você ensina, transmite. Quando você educa, disciplina. Mas quando evangeliza, salva. A. R.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Mocidade e Velhice

Uma existência é a soma da infância, da juventude e velhice,  o tempo começa a contar com a encarnação e finda na desencarnação. 
Esse espaço de tempo, chamamos vida terrena, onde o espírito reúne experiências numa busca pelo bem, pelo belo e pelo desabrochar do amor. Divina e abençoada, deve ser envolvida com respeito, com bondade, com carinho, tolerância e olhada como sendo uma fonte de ensinamentos.
 A velhice não existe para aqueles que têm a consciência de que a vida é um eterno aprendizado e que deve ser aproveitada. 
O espírito na sua roupagem de idoso, deve se sentir valoroso, e esse é o nosso dever, ajudá-lo a sentir que  sua missão foi cumprida, guiando esse irmão a encerrar sua jornada com alegria e desejo de voltar à casa de onde retornou, tendo uma desencarnação sem traumas e sem apegos.
 Eis abaixo uma profunda, mensagem recebida por uma grande companheira de estudo a Patrícia, onde nos leva à reflexão de nossos valores e atitudes diante desses "antigos jovens".
 Elaine Saes

MOCIDADE E VELHICE
Infância, juventude, madureza e velhice são simples fases da experiência maternal.A vida é essência divina e a juventude é seiva eterna do espírito imperecível.Mocidade da alma é condição de todas as criaturas que receberam com a existência o aprendizado sublime, em favor da iluminação de si mesmas e que acolheram no trabalho incessante do bem o melhor programa de engrandecimento e ascensão da personalidade.A velhice, pois, como índice de senilidade improdutiva ou enfermiça, constitui, portanto, apenas um estado provisório da mente que desistiu de aprender e de progredir nos quadros de luta redentora e santificante que o mundo nos oferece.Nesse sentido, há jovens no corpo físico que revelam avançadas características de senectude, pela ociosidade e rebeldia a que se confinam, e velhos na indumentária carnal que ressurgem sempre à maneira de moços invulneráveis, clareando as tarefas de todos pelo entusiasmo e bondade, valor e alegria com que sabem fortalecer os semelhantes na jornada para a frente.Se a individualidade e o caráter não dependem da roupa com que o homem se apresenta na vida social, a varonil idade juvenil e o bom ânimo não se acham escravizados à roupagem transitória.O jovem de hoje, pelas determinações biológicas do Planeta, será o velho de amanhã; e o ancião de agora, pela lei sublime da reencarnação, será o moço do futuro.Lembrando-nos, porém, de que a Vida é imortal, de que o Espiritismo é escola ascendente de progresso e sublimação, de que o Evangelho é luz eterna, em torno da qual nos cabe dever de estruturar as nossas asas de Sabedoria e de Amor e, num abraço compreensivo de verdadeira fraternidade, no círculo das esperanças, dificuldades e aspirações que nos identificam uns com os outros, continuemos o trabalho.

O jovem de hoje, pelas determinações biológicas do Planeta, será o velho de amnhã; e o ancião de agorta, pela lei sublime da reencarnação, será o moço do futuro."
André Luiz
Agradecimento à querida companheira de estudo Patrícia M. T. Santos
Correio Fraterno - André Luiz - Francisco Cândido Xavier

Um comentário:

  1. Como conviver com o idoso

    Ivone Boechat (autora)

    1- Nunca pergunte a um idoso: qual é o segredo de viver tanto assim? Porque a pessoa não vai lhe convencer ou vai dizer que não sabe a resposta. Quem vai adivinhar como se vive anos e anos, com tanta virose, corrupção, mentira, tapeação, bala perdida, exploração... ruindade!
    2- Nunca telefone ou visite um idoso entre 12:00h e 16:00h. TODO idoso gosta de descansar nesse período sagrado.
    3- Jamais conte um problema ao idoso. Ele vai poder ajudar? Também não seja o problema do idoso: é covardia. Ele não vai ter como se defender.
    4- Nunca interfira na decisão do idoso: se ele decidiu ser enterrado ou cremado. Não fique reclamando do preço da cremação, do túmulo..Nem fique agourando e perguntando o que a família deve escrever por cima do túmulo.
    5- Nunca diga ao idoso: essa história você já me contou dez vezes. Diga a ele que a história é interessante e o ajude a resumi-la. Ele vai entender que a história é conhecida!
    6- Não estimule o idoso a se lembrar de um fato que lhe cause sofrimento. Desvie sempre a tristeza para o lado bom de tudo.
    7- Não explore a disponibilidade do idoso, lembre-se que ele já trabalhou muito e hoje não tem mais resistência, saúde e vigor para tomar conta de problemas e cachorros... dos outros. Deixe em paz o cartão bancário com o pagamento da minguadíssima aposentadoria. Vai à luta!
    8- Mude o canal da TV quando o assunto é desgraça!
    9- Ao visitar o idoso, leve algo que lhe faça bem à saúde: boa conversa, estímulos, boas notícias... palavras cruzadas, linha para crochê... uma fruta que ele possa consumir... um livro. Nas festas de aniversário e Natal, seja criativo! Chega de tanto pijama e chinelo.
    10- Lembre-se: a pessoa idosa tem todo direito à felicidade e não vai ser você que vai atormentar os derradeiros dias da vida de ninguém. Exercite a gratidão, o perdão, a solidariedade e chega de despejar lixos de traumas, tristezas antigas e carências na caçamba que a vida cismou de colocar na porta de quem lutou tanto para resistir às intempéries.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...