Quando você ensina, transmite. Quando você educa, disciplina. Mas quando evangeliza, salva. A. R.

sábado, 12 de maio de 2018

Mães extraordinárias


Ajudar ao semelhante é a primeira lição de Jesus.
Quando lemos um texto que retrata essa atitude, aflora a emoção... Achamos lindo! Isso mostra o quanto o Mundo em que vivemos, está com os valores invertidos.
Trago mais um texto (verídico) como exemplo de conduta, que nos levará à reflexão ... Em como estamos pensando... Ao que estamos dando mais valor... Como estamos agindo...E também nos mostra, como será a postura dos habitantes  no futuro "próximo" desse Planeta Terra. 

Que essa leitura traga fluidos de paz e fortaleça seus princípios do Amor ao Próximo.

Boa leitura. Elaine Saes



 Mães Extraordinárias

O jovem andava pela rua quando deparou com um homem caído.
Inexperiente, mas com enorme coração, chamou um táxi, colocou nele o homem e pediu para rumar ao hospital.
Ao chegar lá, descobriu que não tinha dinheiro para pagar a corrida.
O taxista lhe disse:
Quem é este homem que você vem trazendo ao hospital?
Não sei, respondeu o moço. Encontrei-o caído na rua e pensei em dar socorro.
Bom, respondeu o profissional, se você pode ajudar a quem não conhece, eu também posso. A corrida fica por minha conta.
O homem, ainda inconsciente, foi colocado em uma maca. Mas aí, os problemas começaram.
O moço não sabia o nome dele, nem endereço, nem se tinha plano de saúde. Nada.
Afinal, como disse à recepcionista, eu não mexi nos bolsos dele. Só pensei em socorrer.
Bom, se ele não é seu parente, não é seu conhecido, quem vai se responsabilizar pelos custos do atendimento que for necessário?
Não sei, falou o rapaz. Eu não tenho condições. Só sei que ele precisa de atendimento. Não pode ficar aí, sem que ninguém o socorra.
A questão era simples, segundo a moça. Ele devia depositar um valor em caução e o restante poderia ser ajustado, mais tarde.
Enquanto tentava explicar que não tinha dinheiro, e quase suplicava para que o seu socorrido fosse atendido, um médico adentrou o hospital.
Fale com ele, disse a moça. É o diretor. Se ele autorizar...
E assim foi. Ciente do que estava acontecendo, o médico, de imediato, diligenciou para que o homem adentrasse o hospital e passasse a receber atendimento.
Na sequência, pediu ao jovem que fosse ao seu escritório.
Quando o rapaz entrou na sala, encantou-se com um quadro, em tamanho natural, de uma senhora, de olhos expressivos, belíssima.
Quem é? – Perguntou.
O diretor, sentando-se, contou: Minha mãe. Ela era uma mulher pobre. Lavando e passando roupa, conseguiu que eu me tornasse médico.
Ela já morreu. Mas conseguiu o seu propósito: formei-me em Medicina e como vê, hoje sou o Diretor Geral deste grande hospital.
Quem diria... O pobre filho de uma lavadeira. Mas essa mulher extraordinária, não somente conseguiu que eu alcançasse o diploma.
Ela me deu lições de sabedoria e de vida. No dia em que me formei, ela me recomendou:
“Filho, faça o bem quanto possa. Use o seu saber, como médico, para salvar vidas.”
Por isso, meu jovem, quem chega neste hospital, é atendido, como está sendo aquele homem que você recolheu na rua.
Depois veremos se ele tem ou não dinheiro para pagar.
Em memória de minha mãe, dessa mulher excepcional que tanto trabalhou para que eu me tornasse médico, jamais deixarei que alguém morra à porta do meu hospital.
Atendo e atenderei sempre, da melhor forma possível, pagantes e não pagantes. Não poderia deixar de atender a um pedido de minha mãe.
*   *   *
Toda mãe é uma educadora.

 Algumas lecionam matérias para o dia a dia dos seus filhos. Ensinam a se portar, mandam o filho para escola, alimentam-no. Outras, e são essas as mães extraordinárias, renunciam a tudo pelo bem dos seus rebentos.
Transmitem lições para a vida imperecível. Não pensam somente no bem-estar físico dos filhos. Vão além. Trabalham e estabelecem lições para a vida do Espírito.
Elas desejam que seus filhos sejam felizes agora, no hoje, na Terra, e no Além, quando abandonarem o casulo carnal.
Essas mães... Essas mães são mesmo extraordinárias.

 Redação do Momento Espírita, com base em fato,
ocorrido na juventude de Divaldo Pereira Franco.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 18 e no
livro Momento Espírita, v. 6, ed. FEP.
Em 22.7.2013.

terça-feira, 1 de maio de 2018

A VIDA NO OUTRO MUNDO - Caibar Schutel



Como é formado o Outro Mundo?
O Outro Mundo é um reflexo deste Mundo. Tem tudo o que este tem e  muita coisa que este não tem.

Está ele longe de nós?
Não, ao contrário, nos envolve e nos penetra.

Por que não o vemos?
Devido à sua composição física. Ele não é de matéria grosseira como o nosso, mas de uma constituição delicada e rarefeita, apropriada aos seus habitantes, cujos corpos são também de matéria purificada, rarefeita.

Então existem lá casas, árvores, flores, parques, animais?
E por que não? Depois que lá chegarmos veremos tudo isso, e, na proporção de nosso adiantamento, encontraremos, além dessas esferas, outros mundos ainda mais aperfeiçoados e rarefeitos.

Em que consiste a Vida no Outro Mundo?
No trabalho, no estudo, no desenvolvimento da arte e da ciência, na adoração do bem, na verdadeira adoração a Deus, A vida no Outro Mundo é essencialmente ativa: cada um tem uma tarefa, cada qual tem o seu trabalho de acordo com a sua perfeição e os conhecimentos que possui.

Então no outro mundo não há boêmios e vagabundos como aqui?
Sim, em grande quantidade. São esses Espíritos que, estando mais próximos de nós pela sua condição de materialidade, nos aborrecem e atormentam. Mas eles não podem permanecer por muito tempo nesse estado: são logo chamados à ordem e assume uma responsabilidade.


Extraído da obra ESPIRITISMO PARA CRIANÇAS Cairbar Schutel

Perispírito - Na Floresta - cap 3

Trago aqui mais uma ferramenta de aprendizado para enriquecer o nosso entendimento sobre o perispírito.


 Penso que entendendo a linguagem infanto-juvenil, facilita o como podemos passa-la às crianças.



Esse livro, Perispírito em Histórias I – Delma Gonçalves – espíritos Tia Antônio e Angelina está em minha estante, a muito tempo!.. Sempre segurava nas mãos, olhava e guardava novamente.. Não conseguia encontrar maneiras de postá-lo, talvez pela forma como foi escrito, em versinhos.. Mas acho um tema muito importante! É mais uma maneira de entender esse corpo..! E por isso decidi reescrevê-lo aqui, como é!  



Irei postando as histórias para que possamos entender e passar às nossas crianças da forma que acharmos melhor. 



O livro trata:

Angelina uma menina que morreu e agora se encontra no plano espiritual, junto dela está tio Antônio espírito que irá ensiná-la a viver essa nova fase.

Espero ajudar

 Elaine Saes





O perispírito é apenas um corpo, que não podemos ver nem pegar.

 Ele serve também de fôrma para um novo corpo material se formar.


Ao longo do tempo se modifica, de acordo com a nossa evolução.

Em cada mundo, ele é de uma energia, e diferente para cada irmão.

Quando o perispírito está doente, é no corpo material que a dor irá refletir...

Mas a doença vem lá do espírito, onde está o mal que vamos sentir.

O Espírito quando encarnado, para os sentidos do corpo físico sentir, precisa do períspirito, como ponte, para o corpo físico poder gerir...

Nosso conhecimento é todo lá guardado, através de muitas experimentações.

Erros e acertos vão sendo registrados, para que façamos as modificações.

O conhecimento que tenho sobre este corpo aprendi aqui no plano espiritual. Foram muitos tiois e tias me ajudando, para entender o que é o corpo astral.

Passo agora um pouco do que sei aos pequeninos que serão evangelizados...

Entendo o que é o perispírito, penso que todos serão ajudados...

Pelo espírito de Angelina


E assim começa...



II - AS  REENCARNAÇÕES

III - NA FLORESTA
- Angel, preste bastante atenção às histórias que eu vou lhe contar, a fim de que entenda este corpo astral que usamos, para em um outro corpo encarnar...

Vamos passear pela floresta, para alguns animais conhecer... e, vendo as diferenças que existem entre eles, o perispírito começar a entender...

Caminhamos felizes até uma sombra encontrar e lá sentamos, à sombra, perto de um pomar... 
De onde estávamos, podíamos ver mãe loba com seus lobinhos a passear.

- Preste bem atenção a cada filhote! Cada um tem um corpo bem diferente, apesar de todos serem da mesma mãe!... Mas isto acontece, também, com a gente.

Somos feitos da mesma matéria, mas as aparências não são iguais. Nossos perispíritos também são assim, diferentes nos planos astrais...

- É, tio, eu acho que já começo a entender que todos temos este corpo astral. É como uma fôrma para um outro nascer: o de carne, também chamado de material!...

- Sim, Angel! Voltando ao nosso exemplo: olhe para os filhotes e procure comparar! Quem você acha que seria o melhor filho?... Só pelos seus corpinhos, você pode imaginar?!...

Não é possível!... Não é verdade? 
Pela aparência nada podemos dizer... Olhando-os, tão belos e formosos, não sabemos o que podem fazer...

- Então, tio, as pessoas encantadoras podem não possuir bons corações!... O que importa não é o corpo material, mas, sim, o astral - corpo de nossas emoções!...

- Angel, você já começa a entender!... A vida não é somente a material, pois, o perispírito, como um "arquivo", registra todo o passado, e até a vida atual...

- Mas a mamãe dos lobinhos como é que poderá saber o que precisa de mais atenção, se são todos parecidos ao nascer?...

- Com a convivência,a mãe irá perceber quem precisa de mais atenção, porque no corpo material irão aparecer defeitos, a expurgar nesta encarnação...

- Tio, faz diferença a cor de seus pelos..., como a da nossa pele, do corpo material? 
- A cor do pelo não importa no resgate, nem a da pele... no nosso corpo astral!...

Para nós, é apenas uma prova, que na encarnação teremos que passar, cor da pele não é desmerecimento, nem no perispírito ela vai influenciar...

- Mas, se os filhos nascem revoltados, para ajudá-los, o que a mãe pode fazer?
- Dar a todos a mesma educação, ensinando o amor, que os fará crescer!...

- É verdade, tio, só o amor nos faz crescer! Mas por enquanto, com esta explicação.
Com o tempo você irá compreender que a revolta faz mal ao coração...

Por termos perispírito diferentes, não podemos tudo entender, mas com o tempo, vamos aprendendo que ele é a "forma"que nos faz crescer...

É um corpo etéreo, que não percebemos, e só o vemos no plano astral... como agora, conversamos através dele - veículo espiritual...

Todos nós possuímos este corpo, a servir de fôrma para num outro nascer, à medida que progredimos e crescemos, ele se modifica, até, um dia , desaparecer..

Todavia somos espíritos de Deus, criados à sua imagem, imortais!... Cada um carregando seus carmas, e estagiando em corpos letais.

Vamos Angel, vamos caminhar..., conhecer o que Deus nos legou: lagos, plantas... a natureza enfim, e praticar o que Jesus nos mostrou!...

Extraído do livro Perispírito em Histórias I-  cap 3 – Delma Gonçalves – espíritos Tia Antônio e Angelina

Perispírito - As reencarnações - cap 2

Trago aqui mais uma ferramenta de aprendizado para enriquecer o nosso entendimento sobre o perispírito.


 Penso que entendendo a linguagem infanto-juvenil, facilita o como podemos passa-la às crianças.



Esse livro, Perispírito em Histórias I – Delma Gonçalves – espíritos Tia Antônio e Angelina está em minha estante, a muito tempo!.. Sempre segurava nas mãos, olhava e guardava novamente.. Não conseguia encontrar maneiras de postá-lo, talvez pela forma como foi escrito, em versinhos.. Mas acho um tema muito importante! É mais uma maneira de entender esse corpo..! E por isso decidi reescrevê-lo aqui, como é!  



Irei postando as histórias para que possamos entender e passar às nossas crianças da forma que acharmos melhor. 



O livro trata:

Angelina uma menina que morreu e agora se encontra no plano espiritual, junto dela está tio Antônio espírito que irá ensiná-la a viver essa nova fase.

Espero ajudar

 Elaine Saes





O perispírito é apenas um corpo, que não podemos ver nem pegar.

 Ele serve também de fôrma para um novo corpo material se formar.


Ao longo do tempo se modifica, de acordo com a nossa evolução.

Em cada mundo, ele é de uma energia, e diferente para cada irmão.

Quando o períspirito está doente, é no corpo material que a dor irá refletir...

Mas a doença vem lá do espírito, onde está o mal que vamos sentir.

O Espírito quando encarnado, para os sentidos do corpo físico sentir, precisa do períspirito, como ponte, para o corpo físico poder gerir...

Nosso conhecimento é todo lá guardado, através de muitas experimentações.

Erros e acertos vão sendo registrados, para que façamos as modificações.

O conhecimento que tenho sobre este corpo aprendi aqui no plano espiritual. Foram muitos tiois e tias me ajudando, para entender o que é o corpo astral.

Passo agora um pouco do que sei aos pequeninos que serão evangelizados...

Entendo o que é o períspirito, penso que todos serão ajudados...

Pelo espírito de Angelina


E assim começa...



II - AS  REENCARNAÇÕES 
- Quando o corpo físico morre, o perispírito começa a desencarnar. Mas, após algum tempo, ele renasce em um outro de carne, que irá formar.
- E por que renascemos, tio... Se mais tarde vamos morrer?
Ganhamos um corpo tão bonitinho, para envelhecer e novamente perder?!
- Angel, este processo é uma Lei Natural, pela qual todos temos que passar, pois é desta forma que iremos evoluir, e o perispírito poder melhorar...
- Mas como assim... "perispírito poder melhorar"?!...
 Explique, para que eu possa entender!
- Angel, é através do corpo material. que fazemos a higiene do corpo astral!..
Este, quando defeituoso e enegrecido, um novo corpo ganha ao reencarnar.
O objetivo é expurgar erros cometidos, e os defeitos poder consertar.
Expurgar é como uma gincana, na qual recebemos tarefas para fazer: se conseguimos ganhamos "prêmios", se não, mais tarefas iremos ter!
- Então, tio, cada vez que ganhamos um corpo, novas tarefas iremos receber!...
 Se não conseguirmos cumpri-las bem, num outro corpo, outras iremos ter?
- Sim, Angel, é mais ou menos assim! É um presente divino o corpo material; através dele, corrigiremos erros antigos, melhorando também o nosso corpo astral!..
- Tio às vezes, o corpo vem com defeitos: se braços, pernas..., ou até sem memória!
Aí, como vamos conseguir isto, se na "gincana"não haverá vitória?!..
- Quando o corpo vem "defeituoso", Angelina..., preste muita atenção!...
Dor do espírito, em corpo sofrido, é sinal de "prova e expiação"...
- Entendi, tio! Os defeitos no corpo físico são consequências de tarefas não cumpridas.
Se numa encarnação não houver melhora, na "próxima". poderão vir bem mais doridas!...
- Sim!... Mas, se o dono do corpo se resignar, e dos defeitos e das dores não reclamar, um corpo saudável poderá receber, e o perispírito, também, se fortalecer.
- Tio, se podemos escolher novo corpo e "tarefas" que gostaríamos de fazer, por que umas são mais fáceis que outras?...
É por isso que temos que renascer?
- Sim Angelina, às vezes podemos escolher algo pior, que faça o perispírito melhorar!...
Há tarefas fáceis e outras difíceis, mas todas, o nosso corpo pode suportar...

É assim, Angel, que ocorrem as encarnações!... A cada existência o corpo vai se modificando...Às vezes, somos pais, filhos; outras vezes, avós..., mas o perispírito é o mesmo, sempre se melhorando.

III - NA FLORESTA

Extraído do livro Perispírito em Histórias I-  cap 2 – Delma Gonçalves – espíritos Tia Antônio e Angelina

Perispírito - Os corpos do espírito - cap 1


Trago aqui mais uma ferramenta de aprendizado para enriquecer o nosso entendimento sobre o perispírito.

 Penso que entendendo a linguagem infanto-juvenil, facilita o como podemos passa-la às crianças.

Esse livro, Perispírito em Histórias I – Delma Gonçalves – espíritos Tio Antônio e Angelina está em minha estante, a muito tempo!.. 

Sempre segurava nas mãos, olhava e guardava novamente.. Não conseguia encontrar maneiras de postá-lo, talvez pela forma como foi escrito, em versinhos.. 

Mas acho um tema muito importante! É mais uma maneira de entender esse corpo..! E por isso decidi reescrevê-lo aqui, como é!  

Irei postando as histórias para que possamos entender e passar às nossas crianças da forma que acharmos melhor. 

O livro trata:

Angelina uma menina que morreu e agora se encontra no plano espiritual, junto dela está tio Antônio espírito que irá ensiná-la a viver essa nova fase.
Espero ajudar
 Elaine Saes


O perispírito é apenas um corpo, que não podemos ver nem pegar.
 Ele serve também de fôrma para um novo corpo material se formar.


Ao longo do tempo se modifica, de acordo com a nossa evolução.

Em cada mundo, ele é de uma energia, e diferente para cada irmão.


Quando o períspirito está doente, é no corpo material que a dor irá refletir...

Mas a doença vem lá do espírito, onde está o mal que vamos sentir.


O Espírito quando encarnado, para os sentidos do corpo físico sentir, precisa do períspirito, como ponte, para o corpo físico poder gerir...


Nosso conhecimento é todo lá guardado, através de muitas experimentações.

Erros e acertos vão sendo registrados, para que façamos as modificações.


O conhecimento que tenho sobre este corpo aprendi aqui no plano espiritual. Foram muitos tiois e tias me ajudando, para entender o que é o corpo astral.


Passo agora um pouco do que sei aos pequeninos que serão evangelizados...

Entendo o que é o períspirito, penso que todos serão ajudados...

Pelo espírito de Angelina

E assim começa...


I - OS CORPOS DO ESPÍRITO


Estava nervosa, perdida, e alguém veio me acalentar... - Filha, não chore mais! Uma história vou lhe contar... 

Sabe para onde vamos quando morremos?... Então eu vou lhe explicar. O corpo que conhecemos o de “carne” morre, mas o outro, vivo, irá ficar...


- Como assim, “outro vivo”?

Sou curiosa!... Quero tudo saber!

Eu só tenho um corpo, esse que pego! Um outro, não consigo nem ver...


- Muitos não podem vê-lo, mas ele existe: é o corpo astral; Serve para dar vida ao corpo físico, Juntamente com a energia – fluido vital...


- Se ele é invisível, como sabe que existe?

- Boa pergunta, menina!.. Vou explicar,

Preste bem atenção a partir de agora, que muitas novidades irei lhe contar...


Mas, primeiro, vamos nos conhecer:

Sou  Tio Antônio, e as crianças estou a evangelizar.

- Muito prazer, meu nome é Angelina – Angel; não sei onde estou, mas acho que aqui vou morar...


Tio, está tudo tão diferente, e com ninguém consigo falar! O que aconteceu comigo? Por favor, comece a explicar!...


- Angel, todos nós temos dois corpos.

O material e o espiritual.  O material nos serve quando encarnados, e o outro, no plano astral!...


O plano astral é onde nos encontramos, porque, da carne, agora, estamos apartados!... (separados)

Por esta fase, todos nós passamos, mas retornaremos reencarnados...


- Tio, eu me olhe e me vejo igualzinha!... Como isto pode acontecer?

- É verdade! Este corpo é igual ao de carne, pois é dele que podemos nascer...


- Como assim? Explique melhor! Não consigo compreender!

- Angelina, preste atenção, que este corpo irá conhecer!...


É o períspirito, corpo que todos nós temos, e que nos acompanha em nossa evolução.

Vai se transformando, muito lentamente, conforme melhorarmos a cada encarnação...


Cada um de nós tem o seu períspirito, que é próprio, e ao de ninguém é igual.

Nele está arquivado o nosso passado; é também chamado de “corpo astral”...


- Mas, tio, se é um arquivo, como diz, um dia poderá se apagar ou modificar!.. isto é possível? ... Pode acontecer?... Favor dar exemplos e me explicar!..


- Explico sim, Angel, por isso estamos aqui, pois é um assunto difícil de entender!...

 Vou contar de forma bem simples; através de histórias, fica fácil compreender.


São historietas com vários assuntos relacionados ao corpo perispiritual, vou contar para todas as crianças, deste plano e do outro, o material...

Extraído do livro Perispírito em Histórias I-  cap 1 – Delma Gonçalves – espíritos Tia Antônio e Angelina




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...