Quando você ensina, transmite. Quando você educa, disciplina. Mas quando evangeliza, salva.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Por que Jesus viveu somente 33 anos ?

Na obra: O Sublime Peregrino. Ramatis nos diz..
Jesus o Sublime Peregrino
 
Não conseguimos avaliar o imenso sacrifico e abnegação despendidos por Jesus para descer ao nosso mundo.
- É bem mais fácil e cômodo despojarmo-nos dos trajes enlameados e tomarmos um banho resfrecante, do que vestirmos roupas pesadas e descermos a um fosso de lodo repulsivo e infeccionado, onde se debatem criaturas necessitadas de nosso auxílio. 

 
Jesus embora fosse um Anjo exilado do Céu, viveu junto dos terrícolas, lutando na vida humana com as mesmas armas, sem privilégios especiais e sem recorrer a interferências extraterrenas para eximir-se das angústias e dores inerentes à sua tarefa messiânica.
O seu programa na Terra destinou-se a libertar tanto o sábio e o rico, como o iletrado e o pobre.

...O Mestre mobilizara todos os recursos possíveis para evitar sua desencarnação prematura, cujo corpo de carne se ressentia do potencial elevado das vibrações emitidas pelo seu Espírito Angélico. Vivia, em angustia e ansiedade que os terrícolas não conseguem viver em uma existência. O ritmo metabólico de sua vida espiritual ultrapassava o limite áurico de toda a humanidade terráquea, e os seus raciocínios transbordavam fora do tempo e do espaço, exaurindo-lhe o cérebro.
No seu esforço para situar-se a contento, na carne, Jesus assemelhava-se a um raio de sol tentando acomodar-se numa vasilha de barro. A sua mente vivia hipertensa, cujo impacto se descarregava sobre os plexos nervosos, oprimiam-lhe o cérebro, os nervos, o sangue e os vasos capilares resultando, então, perigosos hiatos na rede circulatória.
O turbilhão de pensamentos criador vibrava e descia da superconsciência; ele então recorria aos jejuns periódicos, a fim de o seu espírito conseguir maior liberdade nessas fases pré-agônicas.
Outras vezes, o próprio organismo mobilizava recursos biológicos de emergência e vertia suor e sangue, compensando, com essa descarga imediata de humores, a perigosa tensão “psicofísica” fruto do fabuloso potencial de energia espiritual a lhe prensar a carne frágil!

 Nota: O Evangelho de Lucas, cap. 22. V 44 refere o seguinte: “E veio-lhe um suor de sangue, como de gotas de sangue, que caía sobre a terra” Trata-se de suor sanguíneo por hemorragias das glândulas sudoríparas, que a Medicina chama de hematidrose

Jesus de Nazaré, o Redentor da humanidade foi um homem incomum, magnífico e santificado.
                                                                                         Ramatis
 

Parte do texto extraido da do prêambulo de Ramatis na obra O Sublime Peregrino (Ed. Conhecimento).
Ramatis fora conhecido filósofo egípcio no tempo de Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...